adriana moreno
MÁRCIA. B GRANERO
BRAZILIAN, BORN 1982

“O poeta é um fingidor”, escreveu Fernando Pessoa. Márcia Beatriz Granero domina essa arte: seus trabalhos são feitos por Jaque Jolene, a personagem que Granero criou.

Formada em Artes Visuais pelo Centro Universitário Belas Artes de São Paulo, Granero personifica essa mulher teatral — - que, por sua vez, personifica a decadência da nossa elite econômica e cultural — e registra em videos e fotografias o desenrolar desse encontro entre criador e criatura.

Esse disfarce age como um tipo de meta-ficção, uma carta branca para que, na pele de Jolene, a artista possa explorar novas possibilidades de se relacionar com o universo ao seu redor.



A arte de Granero é resultado da documentação de múltiplas jornadas que a artista e sua persona criativa vivem juntas.

Em um delas, a série de fotografias chamada “Peripécias”, as duas se atiram um aventura na qual Jolene explora os conceitos de abdução como um caminho escolhido para alcançar novas dimensões.

Essas performances dramáticas foram apresentadas em diversas exposições de arte ao redor do mundo.

Somente em 2019, os trabalhos de Márcia Beatriz foram expostos em países como Emirados Árabes, Inglaterra e Espanha.

Se você aprecia narrativas em movimento envolvendo a constante busca e descoberta de si, mergulhe na coleção ARTBOOM de Márcia Beatriz Granero.

Quando você adquirir uma peça feita por Granero, você não está apenas trazendo toda a poesia visual da artista para sua casa, mas também investindo em uma produção de altíssimo valor.


VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DESSES ARTISTAS

NINA KREIS

NINA KREIS

ARIEL SPADARI

ARIEL SPADARI

F. CHAMARELLI

F. CHAMARELLI