FLÁVIO GRÃO
BRASIL, 1975 | + INFO

Formado em Literatura e Educação, Flávio Grão foi ativista do movimento punk, uma de suas paixões na adolescencia.

Fã da filosofia "faça você mesmo”, Grão começou a se dedicar à ilustração e à pintura enquanto mergulhava no universo de bandas alternativas, zines e skatistas.

Como artista, portanto, não é exagero dizer que Flávio Grão foi esculpido pela cena punk rock do ABC Paulista. De zines a telas de guache e costura sobre papel de algodão, suas obras refletem rebeldia sem flertar com clichês.



Rebelião audaciosa e criatividade soberana

Similarmente a outras indústrias, há um dogma no mercado de arte tradicional que insiste em amaldiçoar o artista que rompe com o sistema. É como se uma vez independente perdessem valor, consistência, poética e, diz-se, sua própria essência.

Sua linguagem é tão poderosa quanto uma música de três acordes. O caminho auto-confiante de Grão torna seu trabalho ainda mais precioso.

Artista, estúdio e público cativo formam um trio de power punk rock e avançam alto e orgulhoso, atraindo o olhar de colecionadores que reconhecem o valor inerente de sua arte.